07/02/12

ZZ Top - Biografia


Em 1967, Billy Gibbons formou uma banda chamada Moving Sidewalks, um quarteto de rock psicodélico com Gibbons, o baixista Don Summers, o baterista Dan Mitchell e o organista Tom Moore. Dois anos depois, Moore e Summers foram convocados para o Exército dos EUA, deixando Gibbons para formar uma banda com Mitchell, o baixista Billy Etheridge e o organista Lanier Greig.

Gibbons revelou a verdadeira origem do nome do grupo, em sua autobiografia “Billy F Gibbons: Rock + Roll Gearhead”. O livro fala sobre um apartamento em que morava Gibbons, com uma fileira de panfletos em uma parede. Tomando conhecimento de “ZZ Hill” e “BB King”, Gibbons gostou de "ZZ" e "King", e veio com "ZZ King", embora esse nome era muito parecido com o nome do guitarrista. Ao chegar a conclusão de que o BB King estava no "topo", Gibbons resolveu adotar o nome ZZ Top.

Os membros do ZZ Top já haviam tocado em outros grupos do, Gibbons no Moving Sidewalks e Hill e Beard no American Blues. Em 1969, os dois grupos haviam se separado. Gibbons convidou Frank Beard para se juntar ao seu novo grupo, um trio de blues-rock que recentemente lançou seu primeiro single (intitulado "Salt Lick"). Beard sugeriu que seu companheiro de banda anterior, "Dusty" Hill  se juntasse a banda.

O grupo fez seu primeiro show no The Cave (uma bar underground que já não existe mais) na cidade Houston, em fevereiro de 1970, e excursionou no Texas durante vários anos. Eles assinaram um contrato com a London Records, os seus dois primeiros álbuns, “ZZ Top's First Album” e “Rio Grande Mud”, que trouxe o primeiro hit da banda, a música: "Francine", e também destaque para "Chevrolet", ambos foram gravados no Robin Hood Studios, em Tyler, Texas.


Em janeiro de 1973, o ZZ Top abriu três shows para os Rolling Stones no Havaí. Eles também começaram a gravar com o engenheiro Terry Manning no Ardent Studios, em Memphis. O álbum resultante, “Tres Hombres” (1973), faz com que o trio conquiste seu primeiro disco de platina e uma ampla aclamação. O álbum possui um dos grandes clássicos do ZZ Top, "La Grange", que alcançou a 41° colocação na Billboard Pop Singles e o álbum alcançou a 8° posição na Billboard Pop Albuns. "Beer Drinkers & Hell Raisers", "Waitin' for the Bus" e "Jesus Just Left Chicago" estão entre as favoritas dos fãs da banda e eram comuns nas rádios de rock da época.

“Fandango!”, foi lançado em 1975, o álbum - metade de estúdio e metade ao vivo - lançou o famoso hit "Tush", bem como "Heard It on the X", um hino para as estações da fronteira com México. 


A banda continuou excursionando extensivamente em 1976, liberando “Tejas” e o single "Arrested for Driving While Blind". O álbum também ultrapassou a marca de um milhão de cópias vendidas. Em 1977, após muito excursionar e gravar, o ZZ Top caiu em um hiato longo e não planejado. O manager da banda, Bill Ham, aproveitou o tempo para negociar um acordo com a London Records, dando a banda os direitos sobre o material gravado pela London, que seriam então distribuídos pela sua nova gravadora, a Warner Bros Records.

Em 1979 o ZZ Top se reuniu para shows ao vivo e um novo álbum, “Degüello”, sob seu novo contrato com a Warner Brothers. Sem perceber, Hill e Gibbons tinham deixado crescer tanto a suas barbas, que isso acabou se tornando uma das marcas registradas da banda (o único membro da banda que não deixou a barba crescer foi Frank Beard (beard em português significa barba)). Junto com a guitarra limpa de Gibbons e a seção rítmica de Hill-Beard, “Deguello”  rendeu o hit "Cheap Sunglasses", juntamente com um cover de Sam & Dave "I Thank You".

 
O ZZ Top começou os anos 1980 com uma mistura eclética de músicas em “El Loco”, lançado em 1981. O álbum contou com a utilização de sintetizadores e efeitos eletrônicos incomuns incorporados a sua música, algo que se tornou caracteristico da banda. "Tube Snake Boogie" e "Party on the Patio" são algumas das faixas que se destacam.

Logo depois, saiu um dos álbuns mais vendidos da história do Rock e o mais bem sucedido da carreira do trio, lançado em março de 1983, “Eliminator", vendeu mais de 11 milhões de cópias só nos Estados Unidos,
permanecendo na parada por mais de três anos e meio. Nessa mesma época entrava em cena um ícone visual da banda, um Hot Rod Ford Coupé de 1933 apelidado de “The Eliminator” totalmente turbinado que aparece nos videoclipes dos hits: "Gimme All Your Lovin'", "Sharp Dressed Man" e "Legs"

O próximo disco da banda, “Afterburner” de 1985, não vendeu quanto o antecessor mas teve sucesso com os hits: "Sleeping Bag", "Rough Boy" e "Velcro Fly", que também tiveram videoclipes.

Em 1987, a Warner liberou “ZZ Top Sixpack”, uma coletânea de três discos contendo os primeiros álbuns da banda (com exceção do "Degüello" de 1979); "ZZ Top's First Album", "Rio Grande Mud", "Tres Hombres", "Fandango!", "Tejas" e "El Loco". Os discos, no entanto, foram remixados a fim de torná-los mais parecidos com o som que a banda fazia no momento. Isso gerou muitas criticas, principalmente dos fãs mais antigos, que não gostaram de ouvir certas mudanças que foram colocadas nas faixas.

Em seguida, a banda decide tirar férias novamente voltando em Março de 1990 com “Recycler”, sendo esse seu último trabalho com a Warner, que teve sucesso no velho continente, principalmente na Inglaterra, conseguindo status de platina, mas nunca correspondeu às vendas de “Eliminator” e ”Afterburner”. Ainda em 1990 a banda grava a música "Doubleback" para o filme “De Volta Para O Futuro III”.

Em Abril de 1992 foi lançado uma coletânea com os maiores sucessos: “Greatest Hits” pela Warner e conseguem um contrato com a RCA.

Com a nova gravadora, lança o álbum que promoveu uma volta às raízes, “Antenna", lançado em janeiro de 1994. Em Novembro do mesmo ano, o ZZ Top lançou uma coletânea de blues, “One Foot in the Blues”.

Em Setembro de 1996, foi lançado “Rhythmeen” mais pesado que os antecessores. Três anos depois, em Setembro é lançado o álbum para comemorar o 30º aniversário da banda: “XXX”.

Em Abril de 2003, foi lançado o último álbum de estúdio dos texanos: “Mescalero”.

No mesmo ano, em Outubro é lançado uma coletânea quadrupla: “Chrome, Smoke & BBQ” com algumas músicas da antiga banda The Moving Sidewalks.

E em 2004, foi lançado uma coletânea dupla intitulada “Rancho Texicano: The Very Best of ZZ Top” e um DVD foi lançado no mesmo ano, “Greatest Hits”, que contém todos os videoclipes da carreira do trio. No mesmo ano, o ZZ Top foi introduzido no Rock and Roll Hall of Fame. Keith Richards dos Rolling Stones fez o discurso de indução. O ZZ Top fez uma apresentação breve, tocando "La Grange" e "Tush".

Em 2006, rolou um boato de que a banda estava gravando seu 15° álbum de estúdio, mas não passou de boatos. Nesse ano, chega ao fim o contrato com a RCA. Em dezembro de 2006, a Sanctuary adicionou o ZZ Top ao seu cast.

A banda foi homenageada por Billy Bob Thornton, no VH1 Rock Honors em 24 de maio de 2007.

Em 21 de maio de 2008, ZZ Top tocou a música "Sharp Dressed Man", com o vencedor da 7° temporada do American Idol, David Cook. Em 12 de junho de 2008, eles tocaram no palco principal da Coca Cola no Riverbend Festival em Chattanooga, Tennessee, para uma multidão estimada em 125 mil pessoas.


Em 24 de Junho de 2008, foi lançado o primeiro DVD ao vivo do “ZZ Top: Live From Texas” gravado em 1 de Novembro de 2007 no Nokia Theatre na cidade de Dallas. E no mesmo ano, é lançado o CD “Live From Texas”, com o mesmo material do DVD.

Em julho de 2009, a banda apareceu no VH1 Storytellers, em comemoração aos 40 anos da banda.

Em 15 de Outubro de 2009 foi lançado um segundo DVD duplo ao vivo do “ZZ Top: Double Down Live”, o primeiro disco trás o show gravado no Grugahalle, em Essen, Alemanha para o programa de TV Rockpalast em 1980. O segundo disco trás shows durante a turnê européia em 2008, com apresentações e entrevistas de bastidores.

Em 22 de janeiro de 2010, Billy Gibbons tocou “Freebird” ao lado de Will Ferrell e outros tocando no último show de Conan O'Brien. O'Brien ficou na guitarra.

Em 26 de junho de 2010, a banda apareceu no palco do Crossroads Guitar Festival. Duas das canções tocadas estão no "Crossroads 2010 DVD".


Em março de 2011, em uma entrevista para a Billboard, Billy Gibbons disse que o novo álbum da banda sairá "até o final do ano". A gravação do novo álbum está sendo feita em Houston e em Los Angeles, em um um pequeno estúdio que Gibbons tem em sua casa.

A primeira faixa do novo álbum do ZZ Top pode ser escutada pela primeira vez, quando o astronauta Michael Fossum, um conhecido dos membros da banda, levou "Flyin' High" para a sua viagem ao espaço.

No dia 27 de junho de 2011, Billy Gibbons fez uma aparição no show realizado pelo Allman Brothers em apoio a campanha Tune In to Hep C.

"A Tribute From Friends" será lançado no dia 11 de outubro. O tributo conta com a participação de músicos dos mais diversos estilos musicais, entre eles temos Filter, Grace Potter and The Nocturnals, Jamey Johnson, Daughtry, Wyclef Jean, Mastodon, Coheed & Cambria, Duff McKagan's Loaded, Wolfmother e Nickelback.

Em uma entrevista para David Fricke da Rolling Stone, Billy Gibbons falou pela primeira vez de uma previsão para o lançamento do novo álbum do ZZ Top: "Atualmente, seria seguro dizer que até à Primavera do ano de 2012".


Saiba mais sobre a banda:




Share this post
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...